11 de novembro de 2017

"Fazer a diferença" para a faculdade X para a vida real.

Meuzamores, vocês sabem que de todo o mar de rosas que a faculdade nos pinta como sendo a vida, a gente precisa filtrar 10% disso tudo pra poder reaproveitar na vida real, né? Ou seja, no nosso cotidiano, profissionalmente falando. E uma dessas coisas é a expressão "fazer a diferença". Se tem uma coisa que eu ouço na faculdade quase que diariamente, é: "Faça a diferença! Pense fora da caixa! Arrisque-se! Mostre iniciativa!". Bom, aqui vai uma bela verdade que talvez possa assustar vocês: Isso SÓ vale na faculdade, mesmo. é tipo uma carta branca pra conseguir nota, sabe?!

"Fazer a diferença" para a faculdade X para a vida real. @pritrelles
Ok, eu não tenho experiências vastas em estágios ou trabalhos por aí, mas eu já trabalhei em alguns lugares e eu posso dizer sinceramente pra vocês, que: fazer a diferença, pensar fora da caixa, arriscar, mostrar iniciativa e tantas outras que são clichês hoje em dia, ainda mais quando se trata de comunicação, elas são a carta branca pra geralmente te levar pra rua :) Bizarro, né? Pois é. Eu posso talvez não ter dado sorte... Isso realmente pode ter acontecido... Mas até pra faculdade, pros professores, o "fazer a diferença" não costuma ter o mesmo significado que tem pra alguns alunos, ou pelo menos, falando por mim. Quando eu tava cursando o segundo semestre, 2 anos atrás, tinha uma professora minha que vivia dizendo isso, de que a gente devia fazer a diferença, que a gente devia correr atrás e ter ideias inovadoras, que a gente precisava mostrar que tinha valor pro mercado de trabalho, que a gente tava engajado no mundo e nos assuntos pra ter clareza e confiança na hora de falar sobre. E nisso eu super concordei, até o dia em que ela falou, de um orientando dela que tava realmente fazendo a diferença, ESCREVENDO UM ARTIGO. Gente, pensa comigo... Há quantos anos as pessoas fazem uma graduação, pós, mestrado, doutorado e escrevem artigos para serem publicados em jornais da sua área? O que falar de engenheiros, médicos, advogados, comunicadores, gestores de empresa em geral... Escrever artigo é a forma mais antiga que se tem, no meio acadêmico, de fazer valer as tuas ideias e pesquisas. Sinônimo de status, inclusive. Aí me vem falar que escrever artigo é fazer a diferença? Me desculpem, mas eu não vejo assim. Pra mim, fazer a diferença é fazer algo que as pessoas olhem, e digam: "Nossa! Como eu nunca tinha pensado nisso antes?!". Entende?

Escrever um artigo, pode fazer a diferença sim, mas hoje em dia todo mundo foca nisso. E a partir do momento que todo mundo faz, já não é mais fazer a diferença. Diferença é sair do comum.


Lembrando que isso é apenas a minha opinião, e algo que acho que se deveria pensar a respeito. Não é uma verdade absoluta. Ou talvez seja.

0 comentários:

Postar um comentário

Eaí, gostou do post? Me fala aqui nos comentários! <3

 
Cantinho da Ruiva | Layout por A Design