1 de outubro de 2016

Merecemos a chance de recomeçar... Sempre que necessário!

No começo dessa semana foi meu aniversário e entre palavras de amor e palavras irônicas, eu resolvi tirar um tempo pra pensar. Foram 7 dias quieta, pensando sozinha nos meus 22 anos. Tirei algumas conclusões (algumas com ajuda de amigos que me deram um empurrãozinho e até -segundo palavras deles-, "me empurrariam de uma ladeira se assim fosse preciso"!), e por incrível que pareça (assim como muita gente faz consigo mesmo), me culpava coisas que claramente não eram/são minha culpa, mas acreditei por uns 18 ou 20 anos que sim.

Merecemos a chance de recomeçar... Sempre que necessário! @cantinhodaruiva
Entre essas coisas que eu pensei (e muito) sobre, foram o blog e o canal. Quem me acompanha (e até quem não acompanha, mas tem o mínimo de conhecimento sobre mim), sabe o quanto essas duas cois(inh)as são preciosas na minha vida, o quanto me fazem bem e como amo exercer essas funções. Embora seja tão trabalhoso e consuma muito do meu tempo, elas funcionam como calmante pra mim. Mas por muitas vezes, ouvi de pessoas que me apoiavam no começo, que era besteira, que não era um emprego de verdade, que devia ser considerado como um hobby, que eu devia repensar e replanejar a minha vida e os meus interesses,

Pois bem, lhes digo (nossa, quanta formalidade, né?! hahahaha) que sim, pensei, repensei, ponderei, reponderei, analisei 758 vezes e inclusive, levei em consideração os comentários e saldos positivos e negativos. E depois de TODA essa análise, eu cheguei a conclusão de que SIM. É isso o que eu quero pra mim. A maioria (talvez ninguém) de vocês não sabe que eu tenho um sonho pra realizar (o mais rápido possível) e eu tava juntando grana pra poder realizar ele. Procurei estágios e até consegui (não por muito tempo) permanecer neles. No último, cruzei a cidade (duas horas de ida e duas horas de volta por dia e dois ônibus além de boas caminhadas em áreas bem perigosas da minha cidade) pra ganhar um salário de 500 reais. Ouvia constantemente que cada centavo à mais valia a pena. Eu ficava cansada, me esforçava, realmente tentei com todas as minhas forças. Me vi chorando algumas noites por achar que eu não fosse conseguir. No fim de uma semana, a constatação. Não vai dar pra ficar, porque é muito longe, cansativo, maçante, etc, etc,etc. Em partes, não me perdoei pensando no dinheiro que eu perderia por não estar mais trabalhando em um estágio remunerado. Todos os dias eu me aproximava um passo do meu sonho e ao mesmo tempo, dava outro pra trás. Cobrança de todos os lados. Até interna em boa parte do dia e no final, enxaqueca forte e estresse. Não dá mais. Tchau.

Me vi livre. E presa. E agora?! Meu sonho acabou, assim? Sem grana pra poder ir em frente? Talvez. Todos os dias isso vem na minha cabeça. Todos os dias essa dúvida me percorre. Chegou o meu aniversário. Percebi que as pessoas não entendiam o propósito que eu tenho/tinha na minha vida e isso me preocupou bastante. Resolvi tirar uns dias pra pensar e foi o que eu fiz. Me tranquei e pensei (muito) sobre as coisas que eu quero e amo fazer na minha vida. Eu teria que abdicar de uma felicidade extrema que me dá ao escrever no blog como agora, abdicar de gravar vídeos, de ser palhaça em frente a camera e compartilhar minhas ideias com as pessoas, ficar deprimida em um emprego qualquer pra poder ganhar dinheiro (como a maior parte das pessoas que eu conheço levam a vida e eu reivindico isso desde que compreendi o quão péssimo isso é!), e ir contra todos (ou pelo menos 90%) dos meus princípios pra eu poder realizar um sonho?

Eu decidi que não. Decidi que as pessoas podem falar o que quiserem. Porque fazendo eu A, B, C ou D, elas vão falar de qualquer maneira, além de tentar me atingir de todas as formas negativamente possíveis. Claro, sempre vão ter pessoas que nos apoiam e dizem pra seguir em frente. Mas também e na maior parte das vezes, as pessoas são como uma pedra amarrada num aço, que tá amarrado no nosso tornozelo e vão te empurrar pro fundo do mar, até tu te afogar. A gente só tem que saber a hora de pegar o alicate e se libertar da corrente de aço.

Decidi manter o blog, o canal, tornar meu trabalho, demore o tempo que for pra retornar monetariamente e com algum tipo de reconhecimento, seguidores e tudo mais, pra mim. é o que me faz bem, é o que me faz feliz, o que eu gosto e me vejo fazendo daqui alguns anos, ainda. Então sim, eu vou continuar incomodando vocês por aqui, agora mais do que nunca! Aceitem! hahahahaha

Por hoje era isso, eu só precisava explicar a minha ausência e me manter conectada com vocês da melhor forma possível, porque eu devo isso pra vocês!

Eu vou ficando por aqui, mais leve e feliz da vida! Espero que vocês tenham gostado e não deixem de comentar aqui se vocês já abdicaram de coisas essenciais pra vocês, pra fazer algo que parecia ser mais certo, tá bom? Um beijo, fiquem bem, se cuidem e até a próxima! <3

4 comentários:

  1. Pri, sua linda! Parabéns por essa iniciativa linda de trazer seus sonhos á realidade. Felicidades nesse novo trajeto e muitas realizações também! ❤

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto. Você tá super certa. Nunca desista dos seus sonhos sua linda!
    Sempre temos a chance de recomeçar, nunca é tarde !

    ResponderExcluir

Eaí, gostou do post? Me fala aqui nos comentários! <3

 
Cantinho da Ruiva | Layout por A Design