23 de março de 2016

Londres

Bom, nesse primeiro post eu vou contar um pouco pra vocês, sobre minha aventura em Londres no meu intercâmbio em Outubro de 2015. É incrível como em um mês eu não consegui ir em todos os lugares os quais eu tinha planejado conhecer, mas consegui ir nos principais, como o BigBen, a London Eye, Buckingham Palace, British Museum, Victoria&Albert Museum, Green Park, Abbey Road, London Bridge, etc (se eu esqueci de algum, o que é bem provável, eu vou falar no texto logo abaixo). E também já aviso que vou precisar de mais de um post pra falar sobre Londres (a dor é bem grande e a saudade possivelmente se iguala a ela), porque só pro estúdio do Harry Potter (viu, eu disse que eu tinha esquecido de algum lugar. Perdão por ter sido esse. Please! Vão ter mais, calma!), precisei de mínimas duas horas pra conhecer tudo e ainda faltou tempo. Juro.

  

Londres é uma cidade linda, maravilhosa. Logo quando eu cheguei no aeroporto, me senti em casa, mesmo estando muitíssimo longe. Eu fui super bem tratada por todos os britânicos com quem tive contato, além de alguns brasileiros também e pessoas de outros países com os quais eu convivi em sala de aula, de segunda à sexta-feira. A cidade consegue se perfeita para crianças,  jovens, adultos e idosos. Na verdade, acredito que talvez a Inglaterra inteira consiga ser parte disso, por toda a história de monarquia que nos rondam desde a infância ainda existirem por lá. Parece que existe um ar diferente (é incrível que as fotos raramente precisam de algum filtro, porque o céu muda de cor e as nuvens de formato constantemente e o resultado é sempre magnífico ao natural, mesmo.). Eu costumava brincar que a Inglaterra é uma pintura, com cores muito bem escolhidas e misturadas, posicionadas, etc. E porque eu digo que é a cidade perfeita para agradar qualquer pessoa? Porque não importa a sua idade,  sempre existe alguma programação. Existem festas, existem praças, parquinhos, cinema, ou seja, você não tem nenhuma desculpa pra ficar em casa.


Eu saí por vezes sozinha, em qualquer horário do dia ou da noite pra ir visitar algum lugar ou ir em alguma festa e o mais engraçado é que eu nunca ficava sozinha! Sempre existia alguém por perto, ou alguma coisa acontecia (geralmente eu estava perdida no metrô e precisava perguntar onde eu devia descer, ou pra onde eu ia ou qualquer outra coisa nesse sentido) e eu acabava conversando com a pessoa, comentava que eu era brasileira E PRONTO! (Ps: se você não é brasileiro ou brasileira e está lendo isso -vai saber, né?!-, não se sinta ofendido, porque eu ADORO o escândalo que os gringos fazem quando eu digo que sou brasileira! Hahahahaha). Sério gente, ser brasileiro te abre mais portas do que vocês podem imaginar!

Não se preocupem, eu vou falar mais sobre Londres e como chegar nos lugares onde eu fui, como prometi pra vocês que eu faria!

0 comentários:

Postar um comentário

Eaí, gostou do post? Me fala aqui nos comentários! <3

 
Cantinho da Ruiva | Layout por A Design